segunda-feira, 31 de maio de 2010

História da Educação e História da pedagogia


A historiografia no século XX, especialmente após a segunda guerra mundial, vivenciou transformações radicais em termos de concepções, métodos, fontes e temáticas. Assim, passou a acolher uma multiplicidade de fontes, além das documentais, a contemplar temáticas relacionadas aos variados aspectos da vida social e dos múltiplos momentos históricos, a dialogar com outras disciplinas (interdisciplinaridade), fazendo com que a exclusividade da história das idéias fosse superada pela história da cultura. Com tais perspectivas, as práticas pedagógicas tornaram-se um dos campos de interesse dos historiadores. Foi nesse momento que a história da educação passou a ser valorizada e ganhou visibilidade. Por meio dela, novos estudos buscaram tratar de aspectos mais concretos, relacionados às práticas pedagógicas com o intuito de desvelar as problemáticas da educação nos diversos contextos sociais, além da história das idéias pedagógicas.

A história da Pedagogia antecede a história da Educação. Ela surgiu nos séculos XVIII e XIX influenciada especialmente pela filosofia, enfatizando ideais e teorias. Nesse sentido, valorizava aspectos mais hodiernos da instrução e idéias mestras que nortearam o desenvolvimento histórico da escola.

A história da Pedagogia foi desenvolvida com caráter persuasivo (o que devia ser) e teoricista, distante dos processos educativos reais, isto é, das práticas de educação e instrução presentes nas diversas sociedades. E mais... diante da diversidade de orientações filosóficas (positivismo, idealismo, espiritualismo), tivemos várias histórias da pedagogia que veiculavam entre os docentes um princípio ideal.

Hoje podemos perceber que a Pedagogia perdeu o caráter exclusivamente filosófico e tornou-se um saber interdisciplinar, buscando a colaboração de diversas ciências, especialmente as humanas, e assumindo o papel de formar o indivíduo socializado por meio de múltiplas vias institucionais e técnicas.

0 comentários: