sábado, 29 de maio de 2010

História da Educação primitiva

Após editar uma série de postagens sobre Sociologia da Educação estamos iniciando a publicação de resumos sobre História da Educação, a área na qual temos atuado e nos sentimos bem à vontade por que História e Educação são de fato nossas paixões. Este material já deve ter auxiliado muitos estudantes, especialmente pelos retornos que recebemos. Esperamos que eles continuem colaborando!

Nas comunidades tribais não havia necessidade de escolas. Não é fácil caracterizar as comunidades primitivas. Porquê?
+ Há muitas diferenças entre as comunidades primitivas;
+ Risco do etnocentrismo – avaliar estas sociedades a partir dos padrões de nossa cultura.
UM CUIDADO QUE SE DEVE TER: Não estudar estas comunidades pelo que lhes falta, mas considerá-las diferentes.

A essência dos sociedades tribais
+ São míticas: O sagrado se manifesta na explicação da origem divina da técnica, da agricultura, dos males... tudo gira em torno do divino; a ação do homem imita a ação dos deuses. Ex: danças antes da guerra representando a antecipação mágica do que visa garantir com sucesso; os desenhos como forma antecipada de apropriação das caça e como forma de restituir os animais na natureza.
+ São de tradição oral: mitos e ritos são transmitidos oralmente – por eles a tradição se impõe, permitindo a coesão grupal e repetindo os comportamentos considerados desejáveis (assim configuram-se como comunidades estáveis = nelas as mudanças acontecem lentamente).

Organização social da tribos
+ Baseia-se numa estrutura que mantém homogêneas as relações, sem a dominação de um ou outro segmento: “mesmo que a divisão de tarefas leve as pessoas a exercerem funções diferentes, o trabalho e o seu produto são sempre coletivos.” (ARANHA, 2006, p.27).

Exercício do poder
+ Algumas pessoas especiais possuem o prestígio: o chefe guerreiro, o feiticeiro. São eles objetos de consideração e de respeito. No entanto, não se aproveitam disso para estabelecer uma relação de mando-obediência. Em função disso, o chefe é o porta-voz do desejo da comunidade como um todo: “As oposições, inexistentes na própria comunidade, geralmente surgem entre as tribos em guerra”.

Educação difusa
Como as crianças aprendem nas comunidades tribais? Aprendem imitando os gestos dos adultos nas atividades diárias e nas cerimônias dos rituais.

As comunidades primitivas são nômades ou sedentárias – atividades produtivas: caça, pesca, pastoreio e agricultura. Nelas as crianças aprendem para a vida e por meio da vida, sem que alguém esteja especialmente destinado para a tarefa de ensinar, dispensando o uso de castigos para trabalhar a adaptação aos usos e valores da tribo.
Há, por parte dos adultos, tolerância em relação aos enganos dos alunos e respeito ao ritmo destes.

Concluindo...
A educação primitiva é DIFUSA porque todos participam da educação. Por ele a criança:
+ Toma conhecimento dos mitos dos ancestrais;
+ Desenvolve aguda percepção do mundo e aperfeiçoa suas habilidades.

A educação primitiva é INTEGRAL porque abrange todo o saber da tribo;

A educação primitiva é UNIVERSAL, pois todos têm acesso ao saber e ao fazer apropriados pela comunidade.

REFERÊNCIA
ARANHA, Maria Lúcia. História da Educação e da Pedagogia: Geral e Brasil. 3. ed. rev. e ampl. São Paulo: Moderna, 2006.

0 comentários:

AS PLANTAS CURAM!

AS PLANTAS CURAM!
Clique na imagem e saiba como.

Aprenda a vender pelo Facebook. Clique na imagem e saiba mais.

Aprenda a vender pelo Facebook. Clique na imagem e saiba mais.
Os módulos abordados abrangem desde introduções ao Marketing Digital até a demonstração de que fazer parte do Facebook

Adquira o meu livro sobre o Liceu do Ceará

Quer apoiar nossas publicações? Doe o que puder!