Participe!

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Projeto de Pesquisa

Para quem vai realizar uma pesquisa o planejamento é fundamental. Mas, será que estamos convencidos a respeito da importância de um projeto de pesquisa? Provavelmente, conhecendo algumas definições sobre projeto de pesquisa, consigamos reconhecer referida importância.

A Associação Brasileira de Normas e Técnicas (2011), por exemplo, afirma que o projeto de pesquisa é uma das fases da investigação (a primeira fase). Além disso, define que ele é a descrição da sua estrutura. Tal estrutura compreende: capa, contracapa, introdução, tema, justificativa, problema de pesquisa, referencial teórico, metodologia, cronograma e referências.

Para Gil (2002, p. 19), o projeto de pesquisa “É o documento explicitador das ações a serem desenvolvidas ao longo do processo de pesquisa”. Posgraduando (2015) está de acordo com essa ideia ao afirmar que o referido trabalho acadêmico é “o planejamento detalhado de uma pesquisa que se pretende realizar. Além disso, aponta algumas vantagens: “(...) Além de facilitar o trabalho e antecipar dificuldades, o projeto proporciona ao pesquisador a chance de ver a sua pesquisa como um todo antes mesmo de começá-la.

De acordo com Deslandes (1997, p. 35-36), a elaboração é fundamental por que por meio dele:
1. Mapeamos um caminho a ser seguido durante a investigação, evitando muitos imprevistos no decorrer da pesquisa que poderiam até mesmo inviabilizar sua realização;
2. Esclarecemos para nós mesmos os rumos do estudo, tais como: o que pesquisar, como e por quanto tempo;
3. Comunicamos nossos propósitos de pesquisa para que seja aceita na comunidade científica e para obter financiamentos.

Essas reflexões fundamentam a necessidade de elaborar um projeto de pesquisa, mas o verdadeiro reconhecimento da importância desse instrumento se dará por meio da prática, isto é, de sua utilização como roteiro para o trabalho de investigação.

Vejamos, a seguir, a estrutura de um projeto de pesquisa. Para isso, utilizaremos algumas definições da ABNT NBR 15287:

Capa (Elemento pré-textual)
É a proteção externa do trabalho sobre a qual se imprimem as informações indispensáveis à sua identificação.

Na capa constam o logotipo ou o nome da instituição, o nome do curso, o nome completo do autor ou dos autores, o título do projeto, com ou sem o subtítulo, o nome da cidade onde o trabalho deve ser apresentado e ano.

O título, de acordo com NBR 15287, é “palavra, expressão ou frase que designa o assunto ou o conteúdo de um trabalho”. Já o subtítulo compreende “informações apresentadas em seguida ao título, visando esclarecê-lo ou complementá-lo, de acordo com o conteúdo do trabalho

Folha de rosto ou contracapa (Elemento pré-textual)
É a folha que contém os elementos essenciais à identificação do trabalho.

Na folha de rosto identificamos o nome do autor ou dos autores, o título do trabalho, acompanhado ou não do nome do autor, breve descrição do projeto, nome do(a) orientador(a), cidade onde será apresentado e ano.

Elementos textuais
Na sequência vêm os elementos textuais do projeto que compreendem, de acordo com ABNT NBR 15287: “tema do projeto, o problema a ser abordado, a(s) hipótese(s), quando couber(em), bem como o(s) objetivo(s) a ser(em)atingido(s) e a(s) justificativa(s)”. Para referido documento é indispensável também que “(...) sejam indicados o referencial teórico que o embasa, a metodologia a ser utilizada, assim como os recursos e o cronograma necessários à sua consecução”. Devem ser informadas também as referências das fontes utilizadas pelo pesquisador (As referências são elementos pós-textuais).

Tema
O estudante pode elaborar um texto que justifique a escolha do tema e logo em seguida enunciá-lo. O mesmo corresponde ao título do projeto de pesquisa.

Problema
O problema também pode ser contextualizado e relacionado em forma de pergunta.

Hipóteses
As hipóteses são respostas provisórias para o problema de pesquisa. Durante a pesquisa, a partir da coleta e análise de dados, o estudante-pesquisador testará as hipóteses, verificando seus fundamentos ou não e chegando a uma resposta mais coerente com a realidade.

Objetivos
Os elementos de um projeto de pesquisa devem estar coerentes entre si, isto é, um não pode concorrer com o outro. Os objetivos, por exemplo, devem estar a serviço da resposta ao problema de pesquisa. Eles compreendem o objetivo geral e os objetivos específicos.

O objetivo geral compreende aquilo que o pesquisador deseja alcançar ao finalizar a pesquisa. É o objetivo ideal.

Os objetivos específicos são ações concretas que o pesquisador tomará para tornar o objetivo geral possível. São objetivos concretos.

Referencial teórico
A construção do referencial teórico se dá por ocasião da revisão de literatura. É partir dele que o estudante-pesquisador poderá definir/delimitar bem o tema e o problema de pesquisa, elaborar hipóteses e objetivos. O referencial teórico também é vital para a realização da análise de dados.

Metodologia
Na metodologia o estudante-pesquisador expõe a classificação da pesquisa (quanto à natureza, objetivo, abordagem e procedimento de pesquisa), a população e a amostra e os instrumentos para coleta e análise de dados.

Recursos
Compreende a relação dos recursos humanos e materiais indispensáveis para a realização da pesquisa. Geralmente estão em projetos que almejam financiamento.

Cronograma
Aponta as ações a serem desenvolvidas durante a pesquisa, estabelecendo prazos. Geralmente vem em formato de tabela.

Referências
De acordo com a ABNT NBR é o conjunto padronizado de elementos descritivos retirados de um documento, que permite sua identificação individual.”

Além desse elementos, o projeto de pesquisa também pode ser composto por uma introdução (elemento textual), com apresentação breve do mesmo, e de um sumário (elemento pré-textual), com a listagem dos itens do projeto, seguido de páginas nas quais cada um deles pode ser encontrado.

No link abaixo, vocês poderão acessar um molde de projeto de pesquisa. Mas lembrem-se: cada instituição tem suas normas próprias e por isso, o projeto de pesquisa pode variar de instituição para instituição. Por isso, é fundamental de você conheça as normas adotadas por sua instituição. Bons estudos e boa escrita!

Referências
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS E TÉCNICAS. NBR 15287: Informação e documentação. Projeto de Pesquisa. Apresentação. ABNT: Rio de Janeiro, 2011.

DESLANDES, Suely Ferreira. A construção do projeto de pesquisa: projeto científico: a construção do projeto. In: MINAYO, Cecília de Souza (org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 7. ed. Petrópolis: Vozes, 1997.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

POSGRADUANDO. Como elaborar um projeto de pesquisa. Disponível em: <http://posgraduando.com/blog/como-elaborar-um-projeto-de-pesquisa>. Acesso em: 23 Set. 2015.

0 comentários:

AS PLANTAS CURAM!

AS PLANTAS CURAM!
Clique na imagem e saiba como.

Adquira o meu livro sobre o Liceu do Ceará

Quer apoiar nossas publicações? Doe o que puder!