terça-feira, 29 de março de 2011

Janela de Johari: minhas qualidades e defeitos

A postagem sobre Janela de Johari tem sido uma das mais visitadas no Ateliê de Educadores. Após exposição, informei que compartilharia alguns dinâmicas relacionadas à abordagem. Pois bem!... Estou agora cumprindo a promessa e publicando aqui uma das dinâmicas que vivenciei e que na época favoreceu significativamente nas relações intra e interpessoal de um grupo de amigos do qual fazia parte. Ela parece  simples, mas  proporcina crescimento humano não mensurável. Por isso, para aplicá-lo é preciso prudência, maturidade, sigilo e profissionalismo.

MINHAS QUALIDADES SÃO, MEUS DEFEITOS SÃO

Objetivo
Dar e receber feedback

Material
Lápis e papel ofício (1/4 de folha);
Cadeiras em círculo.

Procedimentos
1. Entregar um quarto de folha para cada participantes;
2. Solicitar a cada participante que escreva 3 qualidades e 3 defeitos seus. Não é preciso informar seu nome;
3. Recolher os papéis e redistribuí-los entre os participantes. Mas atenção: ninguém pode ficar com a sua descrição. Se isso acontecer, io participante informa imediatamente ao facilitador e este trocará o papel;
4. Um participante lê o papel que recebeu e o faz como se aquelas qualidades e defeitos fossem seus;
5. Os demais participantes ouvem atentamente e procuram apontar aqueles que se encaixam no perfil apresentado. Nesse momento não é suficiente informar nome, além disso é preciso dizer porque é a pessoa indicada. Durante a exposição do motivo da indicação, o participante deverá olhar para pessoa indicada e falar:
- fulano, acredito que é você porque...
É importante direcionar a mensagem diretamente para a pessoa, utilizando sempre a palavra você. Várias pessoas podem ser indicadas, sempre acompanhadas com a justificativa.
6. Enquanto um participante justifica sua indicação, o indicado deverá ouvir, somente ouvir. Nesta hora não cabe justificativa;
7. Esgotadas as indicações, o autor do papel se identifica e o grupo tece comentários a respeito;
8. Lido um perfil, passa-se para outro e assim por diante.
9. Lidos todos os perfil, acompanhados de indicação o grupo faz uma apreciação da vivência, especialmente expressando seus sentimentos e o facilitador expôe um reflexão conclusiva.

Algumas observações
Falar a respeito de si mesmo, relacionando qualidades e defeitos não é nada fácil. Tente fazer agora a sua lista e notará isso!
Como relacionamos acima, essa dinâmica permite dar e receber feedback, compartilhar informações, percepções pessoais e isso pode colaborar com o crescimento pessoal e grupal.
Neste dinâmica é preciso um facilitador experiente em condução de dinâmicas de grupo e na gestão de conflitos.
Não necessariamente todas as apreciações correspondem à verdade, isto é, são percepções pessoais e como tal, devem ser refletidos pelos destinatários e este buscará perceber aquilo que pode favorecer crescimento. Nesta hora é preciso muita franqueza por parte de quem justifica a indicação e escuta por parte de quem é indicado.  (Escutar significa ouvir a percepção do outro, controlar a vontade de justificar-se, dispor-se a pensar a respeito durante os próximos dias e buscar mudanças com base em informações compartilhadas e relevantes). Daí a necessidade de direcionar-se para o indicado, utilizando a palavra "você".
Um exercício bom é, quando houver troca de informação, um olhar no outro do outro. Nesse momento o facilitador procurará lembrar isso.
Esta dinâmica é ideal para grupos que já têm uma certa caminhada, que já se conhecem por um bom tempo.

Aprofunde-se no tema

0 comentários:

AS PLANTAS CURAM!

AS PLANTAS CURAM!
Clique na imagem e saiba como.

Aprenda a vender pelo Facebook. Clique na imagem e saiba mais.

Aprenda a vender pelo Facebook. Clique na imagem e saiba mais.
Os módulos abordados abrangem desde introduções ao Marketing Digital até a demonstração de que fazer parte do Facebook

Adquira o meu livro sobre o Liceu do Ceará

Quer apoiar nossas publicações? Doe o que puder!