segunda-feira, 4 de abril de 2011

Celebração de Páscoa

segunda-feira, 4 de abril de 2011
Olá amigos e amigas! Sabendo que se aproxima a Páscoa e que alguns colegas gostam de sugestões sobre alguns momentos festivos, divulgo no Ateliê um roteiro de celebração. Nessa proposta é necessário  solicitar que os participantes providenciem cartões criativos com pensamentos sobre Páscoa para serem distribuídos durante a celebração. Além disso, animador ou a equipe que coordenará este momento precisa preparar o ambiente  de tal maneira que todos se sintam bem acolhidos.

Motivação inicial
Animador: Estamos aqui reunidos para recordar e celebrar a Páscoa de Jesus, a sua Ressurreição. Todos nós somos convidados a seguir o caminho de Jesus, amando, anunciando boas novas, fazendo o bem, denunciando toda forma de injustiça e tornando a vida plena de felicidade.

Num primeiro momento, meditaremos sobre a paixão de Jesus, depois sua vitória sobre a morte.

Aproximemo-nos todos desse momento, com o nosso coração, a nossa mente e a nossa vontade, invocando a presença da santíssima trindade.

Sensibilização
(Ao redor de uma mesa Jesus e apóstolos celebram a Páscoa. Este momento pode ser apresentado por meio de dramatização).

Eu quis comer esta ceia, agora, pois vou morrer, já chegou minha hora!
Comei, tomai: é meu corpo e meu sangue que dou. Vivei no amor, eu vou preparar a ceia na casa do Pai! (bis)
Comei o pão; é meu corpo imolado por vós, perdão para todo pecado!
E vai nascer do meu sangue a esperança, o amor, a paz, uma nova aliança!
Eu vou partir; deixo o Meu testamento: vivei no amor, eis o Meu mandamento!
Irei ao Pai: sinto a vossa tristeza; porém, no céu vos preparo outra mesa.
De Deus virá o Espírito Santo que Vou mandar pra enxugar vosso pranto!


Meditação
(Toca-se a música abaixo e todos meditam a respeito).

Quanto mais eu vejo aos olhos da fé,
Mais eu sinto o corpo de Jesus.
E há um mim, em meu coração
A alegria de unir-me a Deus.

Minha alma entrego em tuas mãos
E não resisto ao teu amor.
Eu sei que há em Deus
O desejo de se unir a mim pra me curar.

Eu quero entregar meu coração
Ao pão da vida que se uniu a mim
E contemplar a graça de Deus na comunhão
Ao pão da vida que se uniu a mim
E contemplar a graça de Deus na comunhão.

Olhar a Deus e vê-lo no altar
É encontrar o seu eterno amor,
E ao trocar olhares com Deus
Sinto em mim a vida renascer.

Minha alma entrego em tuas mãos
E não resisto ao teu amor.
Eu sei que há em Deus
O desejo de se unir a mim pra me curar.

Acolhendo e compartilhando a Palavra de Deus
Leitor 1: Após a Ceia Jesus foi ao Getsêmani e orou, foi preso, julgado, flagelado e condenado à morte.
Coroado com espinhos, caminhou com uma cruz até o Calvário.
Os soldados tiraram-lhe as vestes, partindo-as entre eles.
Jesus foi pregado na cruz e sofreu todo tipo de humilhação.
Encontrou-se com sua mãe e às 3 horas, morreu, entregando-se totalmente nas mãos de Deus.
O dia se transformou em trevas, tudo parecia acabado. A morte de Jesus, o fim de qualquer esperança. (Marcos 16, 1- 11)

Leitor 2: Passado o sábado, Maria Madalena e Maria, mãe de Tiago, e Salomé, compraram aromas para ir ungi-lo. De madrugada, no primeiro dia da semana, elas foram ao túmulo ao nascer do sol. E diziam entre si: “Quem rolará a pedra da entrada do túmulo entre nós?"

Narrador: E erguendo os olhos, viram que a pedra já fora removida. Ora, a pedra era muito grande. Tendo entrado no túmulo, elas viram um jovem sentado à direita, vestido com uma túnica branca, e ficaram cheias de espanto. Ele, porém, lhes disse:

Anjo: “Não vos espanteis! Estais procurando Jesus de Nazaré, o Crucificado. Ressuscitou, não está aqui. Vede o lugar onde o puseram. Mas ide dizer aos seus discípulos e a Pedro que ele vos precede na Galiléia. Lá o verei, com vos tinha dito.

Narrador: Elas saíram e fugiram do túmulo, pois um tremor e um estupor se apossaram delas. E nada contaram a ninguém, pois tinham medo.

Ora, tendo ressuscitado na madrugada do primeiro dia da semana, ele apareceu a Maria Madalena, de quem havia expulsado sete demônios. Ela foi anunciá-lo àqueles que tinham estado em companhia dele e que estavam aflitos e choravam. Eles. Ouvindo que ele estava vivo e que fora visto por ela, não creram.

Acolhendo os irmãos
Troca de cartões e mensagens e abraços.

Meditação final - Música
É madrugada
há um silêncio no ar
por um instante, o soluço parou
a tristeza dormiu
e o pranto cessou!

Na barra do novo dia
brilha sorridente o sol da alegria.
O ventre da terra contraiu-se
a natureza gemeu em santo parto
reuniram-se todos os átomos
da força energética da vida...

O Pai é o parteiro presente
anjos e mulheres o auxiliam
os guardas, homens armados
cochilam frágeis e inofensivos.

Poderosos: sacerdotes, Herodes, Pilatos...
Com o remorso do crime no estômago, sofrem pesadelos.

O túmulo rompeu-se e a pedra rolou!
Eis que de pé,
vitorioso renasce Jesus!
Do infinito parto da Natureza e do Céu
ressurge livre, vencedor
o Filho Amado.

Ontem matado e enterrado.
Termina, enfim,
a teimosia cansativa entre o homem
e seu criador
alguns lençóis, placentas inúteis,
restos da morte
que agoniza faixas manchadas do pecado vencido.

Voam pelo ar, no chão em festa, feito jardim
por onde passeia sorridente
o jardineiro imortal.
Tudo é surpresa e espanto
tudo é certeza e encanto.
Os convidados e seguidores cantam alvíssaras

Maria, a mulher símbolo
suspira aliviada e segura
uma lágrima feliz terá corrido rápida
fazendo ponto final, no seu papel genial
por ela somos benditos também, quem não diria Amém?

Enquanto os filhos da morte
envergonhados, insistem em combater
de boca em boca, de casa em casa,
de nação em nação
corre veloz a notícia feliz:
"Jesus ressuscitou!!!"

Quem crê, saia depressa, correndo
atrás de Madalena, de Pedro, de João...
A vitória será sempre da VIDA!

E cada esforço, cada luta,
cada gota de sangue derramado
pela justiça não terá sido em vão...
A última palavra será: RESSURREIÇÃO!


Observação: as músicas adotadas neste roteiro poderão ser substituídas de acordo com a realidade de cada grupo. Espero que gostem da sugestão!


2 comentários:

Osimara disse...

Olá professor, mandei para seu e-mail o texto bíblico da instituição da páscoa e uma pequena reflexão.

Francisco Sales disse...

Olá Osimara,
Já recebi e conferi. Agradeço o material enviado. Abraços!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Ateliê de Educadores © 2008. Design by Pocket