Participe!

domingo, 18 de setembro de 2011

O pesquisador iniciante e o levantamento de fontes

Você está prestes a iniciar uma pesquisa e ela é a primeira em sua vida acadêmica?! Hoje, o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), em formato de artigo ou monografia, dentre outros, é uma exigência de muitos cursos de graduação e tem gerado inquietação em vários estudantes, especialmente quando estes nunca realizaram uma pesquisa de cunho científico.
Então, o que fazer para atender essa demanda?
A escolha do tema é um primeiro passo e, como tal, nem sempre é fácil. Logo em seguida, deve-se elaborar a questão norteadora da pesquisa e os objetivos, escolher referencial teórico e delinear metodologia para a realização da coleta e análise de dados.
Observando que muitos estudantes têm pouco conhecimento a respeito de possíveis temas para investigação e de como elaborar uma proposta de pesquisa (ante-projeto), recomendo realização de levantamento bibliográfico (e de outras fontes de informação), conversa com especialistas no tema ou participação em eventos científicos, o que não exclui outras iniciativas, afinal, como saber exatamente o que se deseja pesquisar e até esboçar um ante-projeto de pesquisa se o pesquisador iniciante não tem suficiente intimidade com temas para pesquisa?

Gil (2002), recomenda que logo após a escolha do tema é necessário realizar um levantamento bibliográfico preliminar, o que facilitará a formulação do problema de pesquisa.
Desde o princípio de uma pesquisa, considero relevante ao pesquisador iniciante a realização de breve pesquisa exploratória, o que significa resgatar o que se sabe a respeito (conhecimento prévio) e dialogar com os autores e a literatura pertinente. Para Santos (2002), a pesquisa exploratória é a primeira aproximação com o tema e visa favorecer o conhecimento de fatos e fenômenos relacionados, recuperar as informações disponíveis e descobrir os pesquisadores. Gil (2002) entende o levantamento bibliográfico preliminar como um estudo exploratório, pois tem como finalidade proporcionar a familiaridade do estudante com a área de estudo no qual está interessando, bem como sua delimitação. Para ele, tal familiaridade é indispensável para que o problema seja formulado de maneira clara e precisa.
 
Como base nas primeiras leituras, acompanhadas por fichamentos, resumos ou resenhas críticas, o pesquisador iniciante terá condições de sistematizar uma boa proposta de pesquisa. Para isso, deve organizar bem o seu tempo e apoiar-se em orientações metodológicas apontadas pelos docentes e disponíveis em manuais de metodologia da pesquisa.
Para o levantamento de fontes e a organização inicial da pesquisa, indico alguns procedimentos:
·         Procurar fontes em bibliotecas de faculdades tais revistas, livros e dissertações;
·         Procurar fontes na internet, especialmente artigos científicos e dissertações;
·         Acessar bancos de dados das universidades e localizar dissertações e teses defendidas em programa de pós-gradução;
·         Criar um arquivo em Word para registro das fontes (composição das referências);
·         Registrar as referências de acordo com as normas da Associação Brasileira de Normas e Técnicas (ABNT). Para isso, utilizar a NBR 6023_2002, da ABNT ;
·         Destinar, regularmente, tempo para leitura e tratamento das fontes;
·         Analisar os conteúdos por meio de fichamentos, resumos e resenhas críticas;
·         Elaborar os primeiros esboços do ante-projeto de pesquisa, apoiando-se nas fontes e no tratamento dos conteúdos.
Esperamos que estas dicas sirva como apoio e estímulo para iniciar uma pesquisa inovadora, profunda e relevante. Sucesso!


Referência


GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

SANTOS, Antonio Raimundo dos. Metodologia científica: a construção do conhecimento. 5. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2002.

0 comentários:

AS PLANTAS CURAM!

AS PLANTAS CURAM!
Clique na imagem e saiba como.

Adquira o meu livro sobre o Liceu do Ceará

Quer apoiar nossas publicações? Doe o que puder!