Participe!

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Jean Piaget (1896-1980) - Uma cronologia e etapas da produção intelectual

09/10/1896 –Jean Piaget nasce em Neuchâtel, Suíça.
1907 – Começou a estudar no Colégio Latino (estudos secundários), interessando-se por história natural. Paul Godet influencia-o profundamente, enserindo-o no mundo das ciências naturais.
1915 – Obtém Bacharaledo em Letras, no Ginásio Cantonal. Durante a graduação foi reconhecido como especialista na classificação de moluscos. Descobre a filosofia e a indissociação entre teoria do conhecimento e teoria da vida, a partir da leitura de “Evolução Criadora”, de Bergon. Inscreve-se na Faculdade de Ciências de Neuchâtel, freqüentando cinco semestres.
1917 – Obtém o prêmio “Léono-Du Pasquier” pelo trabalho “Realismo e nominalismo segundo as ciências da vida”(conhecimentos malacológicos, filosóficos e psicológicos).
1918 – Solicita ao conselho da Faculdade de Letras o reconhecimento do seu título em Ciências, visando apresentar-se ao doutorado em Filosofia. Obtém título um ano depois.
1919– Cursa Psicologia, Lógica e Filosofia com Meyerson e Léon Brunschvicg, em Paris.
1921– Conclui o doutorado em Ciências defendendo tese sobre moluscos (Introdução à malacologia do Valais). Assume a direção do Instituto Jean-Jacques Rousseau, sob indicação de Claparède.
Etapas que marcam a vida intelectual de Jean Piaget:
Primeiro período (1920 a 1935)
Jean Piaget elabora conjunto de trabalhos sobre o pensamento infantil: publicação de obras sobre linguagem, intercâmbios sociais entre crianças e suas relações com a inteligência lógica e representativa, aprofundando o conhecimento sobre o caráter egocêntrico do pensamento e uma socialização progressiva que leva ao pensamento lógico e objetivo.
Ensinou Psicologia e Filosofia das Ciências na Universidade de Neuchâtel e Sociologia no Instituto de Ciências Sociais. Nomeado diretor do Bureau Internacional de Educação (BIE) e codiretor do Instituto Jean-Jacques Rousseau (1932), ao lado de Bovet e Claparède.
Segundo período (1935 a 1955)
Desenvolvimento de trabalhos nas áreas de Psicologia e Epistemologia genéticas e lógica. Estudando o desenvolvimento das estruturas do pensamento natural, evidenciou as grandes etapas do desenvolvimento da inteligência. Elaborou também sua epistemologia construtivista. Publicou, em 1950, os três volumes da “Introdução à epistemologia genética”.
Terceiro período (1955 a 1965)
Criação do Centro Internacional de Epistemologia Genética (CIEG). A Epistemologia Genética foi o foco das pesquisas conduzidas por Piaget neste período, em colaboração com cientistas de diferentes áreas. Período também em que Piaget teve conhecimento dos trabalhos sobre a inteligência artificial.
Quarto período (1965 a 1980)
Piaget sistematizou seu modelo construtivista, estabelecendo similaridades funcionais entre os mecanismos de adaptação biológica em jogo na evolução das formas vivas e os processos intervenientes na aquisição dos conhecimentos. Esse modelo foi publicado em 1975, na obra “A equilibração das estruturas cognitivas”. A referida obra é uma síntese integradora do conjunto dos trabalhos de Piaget.
Publicou também escritos sobre os mecanismos comuns à psicogênese e à história das ciências, em colaboração com Rolando Garcia (físico).

1980 – Jean Piaget falece, aos 84 anos de idade.

AS PLANTAS CURAM!

AS PLANTAS CURAM!
Clique na imagem e saiba como.

Adquira o meu livro sobre o Liceu do Ceará

Quer apoiar nossas publicações? Doe o que puder!